Featured

bioluminescência

Bioluminescência

Tudo o que enxergamos é proporcionado por fótons (partícula de luz) que rebatem nos objetos e paisagens que vemos e são captados em nossa retina, onde nosso cérebro ira interpretá-los com informações como cor, tamanho, velocidade e posição no espaço. Tais fótons são emitidos por fontes naturais como estrelas (como nosso Sol) ou por fonte artificiais como fogo e lâmpadas.
Seres humanos, plantas e a maioria dos animais vertebrados de vida terrestre, como anfíbios, aves, répteis e mamíferos, são incapazes de produzires luz própria. Já em grupos de animais como vaga-lumes, pirilampos, fungos, molusco e peixes de regiões abissais tem-se o fenômeno da bioluminescência.
Bioluminescência vem do grego “bios”, vida, e “lumen”, luz, ou seja, emissão de luz por um organismo vivo. Tal fenômeno é decorrente de reações químicas altamente exotérmicas (que liberam muita energia) que são convertidas majoritariamente em luz visível.
A capacidade de produção de luz em tais animais tem funções que vão além de simples iluminação para ambientes que não possuem luz suficiente para sobrevivência. Alta capacidade de camuflagem, caça, distração e defesa geralmente são os principais fatores que levaram a animais com bioluminescência a sobreviverem em seus habitats no lugar de animais que não possuem tal capacidade.

Featured

Leave a comment